Batatas (mágoas) da Vida

17 maio, 2016

Antes de qualquer coisa, vamos iniciar com o que esse texto tem a nos dizer:


AS BATATAS DA VIDA



"O professor pediu para que os alunos levassem batatas e uma bolsa de plástico para a aula.

Durante a aula foi solicitado aos mesmos que separassem uma batata para cada pessoa de quem sentiam mágoas, escrevessem os seus nomes nas batatas e as colocassem dentro da bolsa.

Algumas das bolsas ficaram muito pesadas. A tarefa consistia em, durante uma semana, levar a todos os lados a bolsa com batatas.

Naturalmente a condição das batatas foi se deteriorando com o tempo.

O incômodo de carregar a bolsa com o mal cheiro, a cada momento, mostrava-lhes o tamanho do peso espiritual diário que a mágoa ocasiona, bem como o fato de que, ao colocar a atenção na bolsa, para não esquecê-la em nenhum lugar, os alunos deixavam de prestar atenção em outras coisas que eram importantes para eles."




Esta é uma grande metáfora do preço que se paga, todos os dias, para manter, a dor, a bronca e a negatividade.


Principalmente quando damos importância aos problemas não resolvidos ou às promessas não cumpridas, nossos pensamentos enchem-se de mágoa, aumentando o stress e roubando nossa alegria.

Perdoar e deixar estes sentimentos irem embora é a única forma de trazer de volta a paz e a calma.


Autor Desconhecido




Escolhi este assunto para escrever hoje pois vivenciei uma ocasião de desabafo com uma pessoa que me procurou angustiada querendo ajuda.

Nem ela mesma percebia como seu corpo reagia ao relembrar o caso: inquietude na cadeira a ponto de se levantar algumas vezes para demonstrar em gestos o que já havia explicado, rosto vermelho, suores nas mãos, irritação, dentre outros.

Ela não percebia que ao dividir comigo tamanha dor, estava revivendo todas as emoções ruins novamente. 

Viver livre de mágoas, saber perdoar, requer maturidade e não são todas as pessoas que verdadeiramente conseguem se libertar. Portanto, afeta mais a vida de quem carrega a mágoa do que a do outro que muitas vezes nem sabe ou não está se importando para o que você sente.

Inicialmente ao parar para ouvir todos os seus lamentos pelo fato relatado, percebi que na verdade a maior questão estava no ato dela não conseguir perdoar, se livrar da mágoa que há tempos lhe corroí, enchendo de ansiedades e raiva.

As mágoas que carregamos são como brasas que queimam, ardem, machucam e nos impedem de apreciar o lado bom da vida. Uma vez que, ficamos presos ali naquela situação e não conseguimos ver as outras coisas que a vida pode estar nos oferecendo.

Jogue fora essa ilusão de que o outro está sendo castigado pelo que estou sentindo, pois mágoa não é vingança e sim dor e peso que criamos para nós mesmos.

Assim como na metáfora acima, quem carregava as batatas que sofria com o peso.

Não se maltrate tanto.

Então, vamos refletir?



(Primeiramente quero deixar claro que este exercício não é uma receita milagrosa que irá resolver suas questões. PODE ser uma ferramenta de apoio para ajudar ou não.)


Primeiro é preciso que tudo seja escrito em um papel e que você reserve um tempo com você mesmo. Pense e anote tudo que vier na cabeça, sem rascunho e correções:



- Quais mágoas você está carregando?


- Quais são os pesos que te impedem de seguir em frente?



Nossa tarefa de hoje é refletir:


- será se eu nunca magoei outras pessoas? Tente lembrar de três situações em que foi você que magoou alguém.


- já fui perdoado por alguém, qual foi a sensação?


- já pedi perdão, como foi?


- quanto do meu tempo eu gasto com pensamentos negativos por causa da mágoa que carrego?


- ficar relembrando o ocorrido vai resolver o que? Como?



Com uma caneta e um papel, escreva uma CARTA para essa pessoa na qual você sente mágoa. Não iremos enviar. Mas o importante é que escreva de verdade, pontuando:

- o fato que te deixou magoado, com todos os detalhes;

- o que mais te incomodou e como se sentiu;


- escreva sobre o que pode ser aprendido com essa situação e por que ela foi importante;


- agradeça pelo aprendizado, mesmo que tenha sido muito difícil;


- para finalizar, escreva "eu perdoo de todo coração"


- coloque num envelope com todos os dados do remetente e destinatário e lacre o envelope;


- agora, queime e deixe esse sentimento ir embora com a fumaça.



Essa técnica é um ritual que, claro, não é milagroso mas, pode ser utilizada como um instrumento de ajuda para quem realmente sente vontade de se libertar de mágoas que só lhe impedem de seguir a vida com mais leveza.


E aí? Conseguiu?


Independente da resposta, compartilho com vocês um vídeo sobre O Poder do Perdão para que lhe ajude a refletir mais sobre o assunto:


Clique AQUI







Conte-nos sua experiência aqui nos comentários ou por e-mail.


Caso ainda sinta que não consegue se libertar de mágoas, mande-nos um e-mail para juntos tentarmos refletir sobre o assunto.


Espero por você.


         
___________________________________________________________________________


Notas:
                  1.  Fernanda Almeida Cavalcanti
            Psicoterapeuta Sistêmica Familiar em Montes Claros/MG
            Atende Casais, Famílias e Individual

               

Cadastre seu e-mail do lado direito da página e receba as novas postagens.



Comentários
0 Comentários

Comentários:

Postar um comentário



 

Fernanda Cavalcanti © Copyright - 2012. Todos os direitos reservados. Layout criado por Gabi Layouts